quinta-feira, 31 de julho de 2008

Expressionando

Acabei de escutar o Jô Soares falando "festa de arromba". Era alguma piada. Fiquei esperando pra ver como ela iria terminar, já imaginando o que seria. Não era.
Era até uma piada que eu já conhecia, mas o que me chamou a atenção mesmo foi o que eu pensei que ele falaria sobre isso. Aquilo que, pela primeira vez, passou pela minha cabeça acerca dela.

Ela, no caso, é essa expressão em si: de arromba.
Coloquei no Google, claro. - Hoje até a mãe se joga no Google. -
Não achei bem o que eu queria.

Quão feia essa expressão se parece.

- Pai, vou a uma festa de arromba.

A única coisa que eu consigo pensar agora é "E vai ser arrombada por quem?"

Parece que a festa é justamente disso. De arromba.
Parece justamente que se trata de arrombamentos alheios e variados ao ritmo de funk e banhados no álcool.

As coisas nunca mais serão as mesmas ;p

Nenhum comentário: